Da Amazônia até a costa do Brasil

2014-11-03 - O HVDC do Rio Madeira, que é o maior do mundo do seu tipo, incorpora sete dos maiores transformadores de potência de HVDC do mundo. Estes transformadores foram transportados e fizeram uma viagem extraordinária para o Brasil.

O Brasil tem mais de 100 mil megawatts (MW) de geração de energia hidrelétrica potencial, de acordo com a reguladora de energia do país ANEEL, com cerca de 70% desta energia localizada ao norte do país. O HVDC do Rio Madeira conecta duas usinas hidrelétricas recém-construídas a noroeste, San Antônio e Jirau, com grandes centros de consumo de energia ao redor de São Paulo, cerca de 2400 quilômetros a sudeste. A finalidade do HVDC é fornecer cerca de 10% da demanda de energia de corrente à estas áreas de grande população.

A energia será transmitida em alta tensão - 600 KV- para minimizar as perdas de transmissão. Esta solução de sistema também viabilizará o fornecimento contínuo e até mesmo o controle de energia e tensão nas redes de energia mais fracas no noroeste do Brasil. O Rio Madeira é o segundo projeto de transmissão no Brasil a utilizar a tecnologia de transmissão de 600 kV de HVDC. O HVDC de Itaipu, com duas linhas de transmissão de HVDC construídas pela ABB em 1984 e 1987, durante muitos anos foi o maior sistema de tensão de transmissão de energia de corrente contínua (DC) do mundo.

Barcos, balsas e caminhões ... e obviamente, muitos espectadores!

Para o Rio Madeira, a ABB forneceu duas estações conversoras de HVDC para transmissão da potência nominal de 3150 MW para o sudeste do Brasil, e uma estação back-to-back de 800 MW de HVDC para alimentar uma rede de corrente contínua circundante a noroeste. Além das válvulas quádruplas de tiristores na estação conversora de Porto Velho, na extremidade noroeste do link há sete transformadores de potência de 600 kV de HVDC. Em conjunto com o sistema de controle e proteção da ABB, as válvulas e transformadores garantem uma transmissão de energia eficiente e confiável.

Cada transformador tem um peso de transporte de aproximadamente 400 toneladas - o que equivale a cerca de 400 pequenos automóveis particulares. Enchido com óleo e com todas as buchas colocadas, cada transformador pesa 600 toneladas quando instalado. Isto os torna os maiores transformadores de HVDC já construídos.

A viagem destes transformadores de Ludvika, Suécia, pelo Oceano Atlântico, depois até a Amazônia e Rio Madeira e ao longo das estradas estreitas até o canteiro de obras em Porto Velho foi absolutamente extraordinária. Devido ao peso de cada transformador, sete metros de profundidade do rio foram necessários para a balsa conseguir navegar, o que pôde somente ser viabilizado durante as chuvas de outono e maré alta.

No total, os transformadores passaram quase um mês sobre as águas, com 20 dias de viagem pelo Oceano Atlântico e 10 dias navegando em rios. Uma forma apropriada para iniciar as suas vidas no Brasil, pois a função deles é transportar energia hidrelétrica gerada no norte para as regiões costeiras no sul.

Fique por dentro:

Siga-nos no TwitterParticipe do nosso grupo no LinkedInConecte-se ao FacebookInscreva-se no nosso canal no YouTube


      • Twitter
      • Facebook
      • LinkedIn
      • Weibo
      • Imprimir
      • Email
    seitp202 1660690722b183a483257e60006061cd