Redes inteligentes criam cidades sustentáveis

2009-02-16 - A ABB é parceira num premiado projeto de redes inteligentes, que reduzem o consumo de energia e minimizam a emissão de CO2, através da integração de todo um sistema – geração, distribuição e consumo – numa rede e interativa.

Conhecido como MEREGIO, o projeto encontra-se atualmente em desenvolvimento para estudo piloto, na região de Kalsruhe –Stuttgart, região sudoeste da Alemanha, uma das regiões mais populosas do país e considerada a maior e principal produtora de alta tecnologia.

O objetivo do projeto é criar e otimizar uma rede sustentável de energia que reduz as emissões de CO2 para o mais próximo de zero, técnica e humanamente possível – em função disso, é que a região é chamada de Região de Mínima Emissão (MEREGIO).

Uma “árvore solar” em Gleisdorf, Áustria – uma coluna de ferro com 5 galhos, que sustentam 140 painéis solares – é um recurso de geração de 6,650 kw/hora de energia por ano; suficiente para abastecer cerca de 70 postes de iluminação, localizados no centro da cidade.
A solução integrará energia limpa gerada pelos painéis solares, turbinas eólicas, células de combustível e outros recursos de geração distribuídos e fornecerá informação ao operador da rede, em tempo real, o fornecimento e a demanda de energia.


Essas informações permitirão que o operador preveja o fluxo de energia, se adapte rapidamente às situações de mudança, envie sinais de preços s para os consumidores, encorajando assim o aumento de demanda ou a sua restrição se houver risco de gargalos, e crie um mercado regional de energia que inclua os consumidores finais.

Os consumidores serão capazes de monitorar o seu consumo de energia e as emissões de CO2, respondendo às mudanças de preço e adaptando o consumo de acordo com o preço e disponibilidade e vender a sobra de seus próprios geradores para a rede, quando as condições de preço estiverem favoráveis.

O conceito vencedor
MERIGIO é um projeto de colaboração entre a ABB e os parceiros IBM, SAP, EnBW ( Terceira maior concessionária da Alemanha) Systemplan Engineering e a Universidade de Karlsruhe

Recentemente selecionado pelo Ministério federal da economia e tecnologia da Alemanha como o vencedor do prêmio “ E-Energy: Sistema de Energia do Futuro – baseado em ICT”, o piloto irá incorporar em torno de 1000 casas, consumidores industriais, unidades de geração e armazenamento de energia, cada uma equipada com um medidor inteligente.

O papel da ABB no projeto é desenvolver e instalar o sistema de controle de rede, incluindo novas funções para uma ótima integração de geração descentralizada, bem como interface com medidores de leituras automatizadas e sistemas comerciais de mercado.

A solução baseada no gerenciamento de rede da ABB, líder mundial em gerenciamento de plataformas de energia com mais de 400 instalações espalhadas no mundo. A ABB tem diversos projetos de redes inteligentes na Europa, América do Norte e Ásia e está envolvida em diversos projetos piloto em vários países e regiões.

Você sabia?
Geração distribuida de energia gera eletricidade de diversos pequenos recursos, ao invés de depender de apenas um recurso, como por exemplo carvão, energia nuclear, energia hidrelétrica e plantas de energia a gás. Grandes plantas oferecem economia em escala, porém, geralmente precisam transmitir a eletricidade por grandes distâncias. A geração distribuída de energia reduz a quantidade de energia perdida ao longo da trasmissão, pois a eletricidade é criada muito próxima do local onde será utilizada, algumas vezes no mesmo prédio. O tamanho e número das linhas necessárias também é reduzido.




      • Twitter
      • Facebook
      • LinkedIn
      • Weibo
      • Imprimir
      • Email
    seitp222 7a6e322702ea9817832575760056a3ed